Música da Semana: “Nomad”, Sepultura

Para mim, o Sepultura atingiu seu auge com o álbum “Chaos A.D.“, que seguiu os clássicos “Beneath the Remains” e “Arise“. Misturando o peso dos álbuns anteriores com elementos do metal industrial, o Sepultura se colocava no mesmo patamar de monstros do thrash metal mundial, como “Metallica“, “Megadeth” e “Slayer“. Com uma letra bastante política, “Nomad” é uma das minhas favoritas deste álbum.

Anúncios

Dica de Livro: “O Retrato de Dorian Gray”, Oscar Wilde

o_retrato_de_dorian_gray

Da Wikipedia:

O Retrato de Dorian Gray (em inglês: The Picture of Dorian Gray) é um romance filosófico do escritor e dramaturgo Oscar Wilde. Publicado pela primeira vez como uma história periódica em julho de 1890 na revista mensal Lippincott’s Monthly Magazine, os editores temiam que a história fosse indecente, e sem o conhecimento de Wilde, suprimiram cinco centenas de palavras antes da publicação. Apesar da censura, O Retrato de Dorian Gray ofendeu a sensibilidade moral dos críticos literários britânicos, alguns dos quais disseram que Oscar Wilde merecia ser acusado de violar as leis que protegiam a moralidade pública. Em resposta, Wilde defendeu agressivamente seu romance e arte em correspondência com a imprensa britânica.

Dorian Gray é o tema de um retrato de corpo inteiro em óleo de Basil Hallward, um artista que está impressionado e encantado com a beleza de Dorian; ele acredita que a beleza de Dorian é responsável pela nova modalidade em sua arte como pintor. Através de Basil, Dorian conhece Lorde Henry Wotton, e ele logo se encanta com a visão de mundo hedonista do aristocrata: que a beleza e a satisfação sensual são as únicas coisas que valem a pena perseguir na vida.

Entendendo que sua beleza irá eventualmente desaparecer, Dorian expressa o desejo de vender sua alma, para garantir que o retrato, em vez dele, envelheça e desapareça. O desejo é concedido, e Dorian persegue uma vida libertina de experiências variadas e amorais; enquanto isso seu retrato envelhece e registra todos os pecados que corrompem a alma.

Poema da Semana: “Só”

Versão na Língua Inglesa

Estou só
Devo ter a ousadia de mergulhar em minha mente
e descobrir o que jaz em suas profundezas?

E se me assustar?
Se encontrar meu lado mais sombrio?
Se perceber que sou outra pessoa?

Estou só
Devo tentar me libertar
sem temer que seja completamente destruído?

E se falhar?
Se mudar?
Se não for capaz de voltar?

©2007 Eduardo Magela Rodrigues

Dica de Filme: “Solaris”

Retirado do site “Adoro Cinema“:

Chris Kelvin (George Clooney) é um psicólogo que ainda sofre a perda de seu grande amor, Rheya (Natascha McElhone), alimentando um sentimento de culpa pelo ocorrido. Kelvin é convocado para investigar o estranho comportamento dos integrantes de uma estação espacial que orbita o misterioso planeta Solaris, que perdeu contato com a Terra. Inicialmente relutante, Kelvin decide partir após ver um comunicado de Gilbarian (Ulrich Tukur), seu grande amigo pessoal, solicitando sua ajuda na estação Prometheus por razões que não quer explicar. Ao chegar na estação orbital Kelvin tem uma dupla surpresa: Gilbarian se suicidou e os outros dois cientistas apresentam sintomas de stress extremo e paranóia, resultado dos exames que realizaram no planeta. É quando algo inusitado ocorre na vida de Kelvin e ele reencontra, bem à sua frente, sua amada Rheya.

Poema da Semana: “Palavras na Areia”

Versão na Língua Inglesa

Esperança, na areia escrevi
Sinto-me melhor de algum modo
Como se a esperança pudesse ser facilmente criada do nada

, na areia escrevi
Embora eu não mais acredite
Esta tem sido uma palavra vazia há tempos

Medo, na areia escrevi
Esta não possui qualquer significado para mim
Depois de todas as coisas que suportei em silêncio

Ódio, na areia escrevi
Não vejo conforto nela
Embora ela habite minha mente algumas vezes

Amor, na areia escrevi
Talvez eu devesse ter escrito dor
Ou talvez devesse ter escrito teu nome
E deixado o vento carregá-lo para longe de mim

©2004 Eduardo Magela Rodrigues

Dica de App: “Waze”

waze-android

Em 2014, após ler recomendações na internet, troquei o Google Maps pelo Waze como aplicativo de mapas no celular. O grande diferencial do Waze, sem dúvida, são os dados gerados em tempo real pelos usuários do aplicativo, informando sobre problemas no trajeto e sobre o tráfego. Por diversas vezes, o Waze me indicou caminhos alternativos que me livraram de engarrafamentos, graças às informações enviadas por outros usuários.

Poema da Semana: “Não Posso”

Versão na Língua Inglesa

A urgência de permanecer desamparado
A necessidade de ouvir a própria voz entre paredes vazias
O caminhar solitário através da eterna noite de uma alma exaurida
A cega queda no abismo sem fundo da tristeza controlada
Aonde estás indo?

Não posso penetrar em tua solidão voluntária

Não sou capaz de lhe oferecer qualquer tipo de luz
Estou aqui fora, esperando que minha voz rouca possa te alcançar aí em baixo
Minhas mãos ainda aguardam as tuas, para tirar-te deste buraco
Aonde estás indo?

Não posso tocar-te se não queres ser tocada

©2005 Eduardo Magela Rodrigues