Poema da Semana: “Disparidades (obscuras)”

Versão na Língua Inglesa

Poucos segundos de tênue esperança
Horas de desespero devastador

Um breve sorriso forçado
Inúmeras noites de choro interminável

Uma leve ascensão
Uma dura e profunda queda

O efêmero primeiro amor
As infindáveis desilusões

A curta felicidade de um nascimento
A incessável tristeza de uma morte

O hesitante primeiro beijo
O impiedoso último golpe

O doce aroma das flores
O amargo gosto do sangue

A fé dúbia
O ceticismo cada vez mais forte

Uma segurança incerta
A crescente violência

Anjos invisíveis
Demônios vivos

A luz fraquejante
A escuridão invasora

Por que ainda acreditas?

©2005 Eduardo Magela Rodrigues

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s