Poema da Semana: “Dama da Tempestade”

Versão na Língua Inglesa

A tempestade acabou
Mas não consigo ver teu rosto
Parece que tu nunca estiveste lá no final das contas
E eu estive sozinho todo o tempo

Sinto tua falta, querida
Embora nem mesmo saiba teu nome
Eu a vi apenas uma vez e te amei desde então
Agora, desapareço diante do espelho
A tempestade carregou-te para longe de mim

Devia ter conversado contigo
Dito que eras o amor da minha vida
Mas apenas passei por ti
Imaginando o quão feliz a vida seria contigo ao meu lado

Hoje passo pelo mesmo local onde te vi
Mas nunca estás lá
Rezo para que a chuva volte
e te traga de volta, dama da tempestade

©2004 Eduardo Magela Rodrigues

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s