Poema da Semana: “Ainda assim”

Versão na Língua Inglesa

Sinta meu interior
Escuro
Vazio
Frio
Ainda assim, o único lugar onde posso encontrar abrigo

Esqueça meu coração
Partido
Machucado
Dormente
Ainda assim, o valente guardião de minhas dores secretas

Deixe-me em paz
Não levante o pó do passado
Não desperte os fantasmas não enterrados que deixamos para trás
A parte mais profunda de meu âmago ainda queima
Ainda assim, é a única parte de mim que não destruíste por completo

©2007 Eduardo Magela Rodrigues

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s