Poema da Semana: “Muito Longe”

Versão na Língua Inglesa

Sinto meu corpo desabando
enquanto meus olhos embaçados ainda buscam-te

Não olharás para trás

Escuto o bater de meu coração ecoando no vazio
enquanto minhas mãos vacilantes ainda tentam tocar-te

Estás além de meu alcance

Sinto meu espírito se diluindo nas trevas
enquanto minha voz desesperada ainda chama-te

Estás muito longe

Estou desgastado pela dor
Exaurido pela distância
Desfeito pelo sofrimento
Sufocado pelas lembranças

Estás muito longe
Reclusa num local onde minhas palavras descontroladas não conseguem entrar

Estás muito longe
Carregando os últimos estilhaços de meu amor

Ainda assim, acredito que possas me salvar de algum modo

©2006 Eduardo Magela Rodrigues

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s