Dica de Filme: “Ex_Machina: Instinto Artificial”

Lançado em 2014, “Ex_Machina: Instinto Artificial” conta a história de Caleb (Domhnall Gleeson), um programador que vence um concurso interno de uma empresa e recebe a oportunidade de testar uma inteligência artificial criada por Nathan (Oscar Isaac), dono da empresa e um brilhante e recluso bilionário. O sistema criado por Nathan está instalado em Ava (Alicia Vikander), um uma sofisticada e sedutora robô. À medida que os testes progridem, Caleb descobre que essa inteligência artificial é tão sofisticada e imprevisível que ele não sabe mais em quem confiar. O longa-metragem – que foi premiado com o Oscar de Melhores Efeitos Visuais – explora a inevitável evolução da Inteligência Artificial do ponto de vista dos relacionamentos entre humanos e máquinas. Para os fãs de ficção-científica, uma excelente pedida!

Anúncios

Dica de Filme: “Interestelar”

Lançado em 2014 e dirigido por Christopher Nolan, “Interestelar” conta a história de um grupo de astronautas recebe a missão de verificar possíveis planetas para receberem a população mundial e permitir a continuação da espécie humana. Vencedor do Oscar na categoria de Melhores Efeitos Visuais, o longa-metragem se destaca pela precisão das teorias científicas apresentadas ao longo do mesmo, que foram supervisionadas pelo renomado físico teórico Kip Thorne.
Além da fotografia e dos efeitos visuais exuberantes, a narrativa é dinâmica e explora – de maneira bem eficiente – o lado humano das personagens. Isto resulta num filme de quase três horas de duração e repleto de referências científicas que não se torna enfadonho. Há excelentes passagens na película, mas, para mim, o ápice é a brilhante cena em que a dimensão temporal é retratada, de maneira genial, na biblioteca da casa de Cooper (Matthew McConaughey).
Um dos melhores filmes de ficção científica que já assisti, que atende também aos fãs de drama. Se não assistiu ainda, faça o quanto antes.

Dica de Filme: “A Luz Entre os Oceanos”

a-luz-entre-os-oceanos

Baseado no livro homônimo, escrito por M. L. Stedman e Geni Hirata, “A Luz Entre os Oceanos” conta a história de Tom Sherbourne (Michael Fassbender) – faroleiro de uma ilha isolada na costa oeste da Austrália na divisa entre os Oceanos Pacífico e Índico – e sua mulher, Isabel Graysmark (Alicia Vikander). Impedidos de ter filhos, a vida do casal sofre uma reviravolta quando encontram um barco à deriva na ilha. Com bela fotografia, excelentes atuações dos dois protagonistas e narrativa fluida, o filme é uma boa opção para quem gosta de dramas bem construídos, e não os já conhecidos “dramalhões”.

Dica de Filme: “Regras da Vida”

Retirado do site Adoro Cinema (http://www.adorocinema.com/filmes/filme-23319/):

Baseado no best-seller de John Irving, a história de Homer Wells (Tobey Maguire), um garoto sem parentes que passa a ter como mentor um médico de um orfanato, Dr. Wilbur Larch (Michael Caine). Larch ensina a Homer tudo o que sabe sobre medicina e a diferença entre certo e , mas nunca o ensinou as regras da vida propriamente ditas. Quando Homer sai para descobrir o mundo, ele aprende que ele é mais excitante do que jamais imaginara, especialmente quando se apaixona pela primeira vez. Entretanto, quando forçado a tomar decisões que irão influir para sempre em sua vida, percebe que no final das contas não pode fugir de seu passado.


Um excelente drama, com uma história envolvente.

Dica de Filme: “Manchester à Beira-Mar”

Retirado do site Omelete (https://omelete.uol.com.br/filmes/manchester-by-the-sea/):

Depois da morte de seu irmão mais velho, Lee Chandler é forçado a voltar para casa para cuidar do seu sobrinho de 16 anos. Lá ele é obrigado a lidar com um passado trágico que o separou de sua família e do lugar onde nasceu e foi criado.


Excelente drama, sóbrio e sem apelo a clichês melancólicos. A fotografia cinzenta de grande parte do filme ajuda no clima.

Dica de Filme: “Moonlight, Sob a Luz do Luar”


Retirado de Adoro Cinema (http://www.adorocinema.com/filmes/filme-242054/):

Três momentos da vida de Chiron, um jovem negro morador de uma comunidade pobre de Miami. Do bullying na infância, passando pela crise de identidade da adolescência e a tentação do universo do crime e das drogas, este é um poético estudo de personagem.

Um excelente drama, muito bem contado.

Dica de Filme: “Rogue One”

Confesso que fiquei um pouco ressabiado quando fiquei sabendo que um “spin-off” da franquia Star Wars seria lançado. Imaginei que seria apenas um filme caça-níqueis, mas, como fã deste universo, tinha de assistir. Confesso que me surpreendi com a qualidade do filme, principalmente com o roteiro que conseguiu preencher o vácuo de história que existia entre os episódios III e VI. A cena final de Darth Vader no longa-metragem é simplesmente espetacular. Contudo, recomendo o filme apenas para quem já assistiu os demais longas da franquia, para um melhor entendimento da história.

Dica de Filme: “A Luz Entre Oceanos”

Do site Guia da Semana:

Dirigido por Derek Cianfrance, de ‘Namorados Para Sempre’ e ‘O Lugar Onde Tudo Termina’, o longa baseado no bestseller homônimo de M.L. Stedman retrata a vida de um homem que trabalha em um farol e vive com sua esposa na região costeira da Austrália. Eles encontram um bebê à deriva, dentro de um barco, e decidem resgatar e cuidar da criança como se fosse seu filho. Além das dificuldades enfrentadas ao perder o primeiro filho, o filme apresenta as consequências diante da “adoção” de um bebê que as ondas do mar carregam até eles. Disponível em http://www.guiadasemana.com.br/cinema/sinopse/a-luz-entre-oceanos.

Um excelente filme, com uma fotografia magnífica e uma grande atuação de Michael Fassbender, um dos melhores atores da nova geração do cinema.

Dica de Filme: “O Leitor”

Sinopse retirada do site Adoro Cinema (http://www.adorocinema.com/filmes/filme-126664/):

Na Alemanha pós-2ª Guerra Mundial o adolescente Michael Berg (David Kross) se envolve, por acaso, com Hanna Schmitz (Kate Winslet), uma mulher que tem o dobro de sua idade. Apesar das diferenças de classe, os dois se apaixonam e vivem uma bonita história de amor. Até que um dia Hanna desaparece misteriosamente. Oito anos se passam e Berg, então um interessado estudante de Direito, se surpreende ao reencontrar seu passado de adolescente quando acompanhava um polêmico julgamento por crimes de guerra cometidos pelos nazistas.

Um excelente filme, com um final comovente.