Dica de Álbum: “The Final Cut”, Pink Floyd

the-final-cut

Décimo segundo álbum do Pink Floyd, “The Final Cut” foi lançado em março de 1983. O disco é último com Roger Waters e foi marcado por grande tensão entre os integrantes da banda, além de não contar com o tecladista Richard Wright. Tecnicamente, trata-se de um álbum conceitual escrito inteiramente por Waters e que discorre sobre a Guerra das Malvinas e a II Guerra Mundial. Com letras carregadas de críticas políticas e sociais, o disco é – em termos sonoros – mais melancólico e sombrio que o lendário “The Wall”. Destaco as faixas “Your Possible Pasts”, “The Gunner’s Dream” e “Two Suns in the Sunset”. Indicado para momentos de maior instropecção.

Anúncios

Música da Semana: “A Boat Lies Waiting”, David Gilmour

Presente no álbum Rattle That Lock, lançado por David Gilmour em 2015, esta faixa é um tributo ao tecladista Richard Wright, que morreu em 2008. A letra foi escrita pela esposa de Gilmour, Polly Samson. O piano que toca ao fundo busca trazer a ideia de ondas, já que Wright era um navegador.

Dica de Álbum: “Rattle That Lock”, David Gilmour

rattle-that-lock

David Gilmour é o meu guitarrista preferido. Ele, certamente, não é um dos músicos mais virtuosos do mundo, mas seu bom gosto nas composições e nos arranjos, sua criatividade e – principalmente – sua capacidade de valorizar cada nota em seus solos o tornam único. O álbum “Rattle That Lock“, seu quarto álbum de estúdio e lançado em 2015, é um excelente demonstração das habilidades de Gilmour. O disco é sensacional e destaco as faixas “Faces of Stones“, “A Boat Lies Waiting” e “And Then…

Dica de Álbum: “Animals”, Pink Floyd

pink_floyd_animals

Lançado em janeiro de 1977, Animals é o décimo álbum de estúdio da banda inglesa de rock progressivo Pink Floyd. Com sua icônica capa com um porco voador, Animals é, na minha opinião, o melhor álbum do Floyd. O disco é um concept album baseado no livro “A Revolução dos Bichos”, de George Orwell, em que equipara os humanos a cada um dos três animais do livro: os cães são usados para representarem os homens da lei; os porcos os políticos corruptos e moralistas; e as ovelhas, que sem pensamento próprio, cegamente seguem um líder. É difícil escolher a melhor faixa do álbum, mas um de meus momentos favoritos é o fantástico solo que encerra a música número 4, Pigs (Three Different Ones).

Música da Semana: “Your Possible Pasts”, Pink Floyd

Parte do álbum “The Final Cut“, lançado em 1983 e último do Floyd com o baixista e fundador Roger Waters, “Your Possible Pasts” tem um dos solos de guitarras mais intensos e dramáticos que já ouvi. Seguindo o conceito do álbum, a faixa tem um tom melancólico e uma letra com forte apelo político.

Abaixo segue versão da faixa pela banda Anathema:

Dica de Álbum: “The Division Bell”, Pink Floyd

the_division_bell

Lançado em 1994, “The Division Bell” é o décimo-quarto álbum da lendária banda britânica Pink Floyd, o segundo após a partida de Roger Waters. Juntamente com “Animals”,A Momentary Lapse of Reason” e “The Final Cut“, é um dos meus preferidos do Floyd. Apesar de não contar com a psicodelia de álbuns anteriores, “The Division Bell” prima pelas letras inspiradas e pelas belas melodias, sendo mais fácil de ser degustado por aqueles que não possuem familiaridade com a obra da banda inglesa. Destaque para a transcendental “Cluster One“, a belíssima “Take It Back” e “High Hopes“, que fecha o disco de maneira monumental.

Música da Semana: “Learning to Fly”, Pink Floyd

O álbum “A Momentary Lapse of Reason”, de 1987, foi o primeiro do Pink Floyd após a traumática partida do baixista e fundador Roger Waters. Se a saída de Waters resultou na perda de grande parte do psicodelismo sonoro da banda, por outro lado permitiu que David Gilmour colocasse as guitarras em primeiro plano. “A Momentary Lapse of Reason” tem uma significação especial para mim porque este álbum foi o primeiro do Floyd que escutei e a faixa é uma das minhas favoritas no disco, por seu ritmo empolgante e pela bela letra, que discorre sobre o eterno sonho da humanidade de voar.